Install this webapp on your device: tap and then Add to homescreen.

Grafismo da etnia Kadiwéu.

Este é um grafismo da etnia Kadiwéu. São atualmente o último povo falante do tronco linguístico Mbayá-Guaikuru e se localizam no Mato Grosso do Sul, na fronteira com o Paraguai. Antigamente, seus grafismos serviam para marcar nos corpos a estratificação social que existia em sua sociedade, separando a classe senhorial da dos cativos. Os Kadiwéu eram um povo que fazia o uso de cavalos para circular entre outros povos, e por isso, absorveram muitas outras influências gráficas de etnias vizinhas e as incorporaram em seu próprio repertório, o que faz do grafismo Kadiwéu um dos mais complexos em seu estudo. Atualmente, os Kadiwéu não se pintam mais devido a diminuição e aculturação de seu povo, porém, os que hoje ainda resistem, ornamentam suas cerâmicas com seus grafismos para a venda de artesanato.

Os Wajãpi.

Os Wajãpi são um povo que se localiza no Amapá e é falante do tronco linguístico Tupi. Seu grafismo não tem a função de indicar "status" social, mas sim de relembrar suas origens mais distantes no tempo e os princípios de tudo o que existe na Terra, por meio do conteúdo simbólico empregado a cada padrão de seus grafismos. Eles possuem um repertório de grafismos chamado Kusiwa, que organiza seus 21 padrões gráficos tradicionais para que no momento da pintura, o pintor possa escolher a composição que deseja de maneira livre. Os principais materiais utilizados são a tinta do urucum, que pinta o corpo por inteiro, e a tinta do jenipapo.

Os Yujdá, mais conhecidos como Juruna.

Os Yujdá, mais conhecidos como Juruna, são falantes do tronco linguístico Tupi e se dividem em dois grupos no Mato Grosso. Eles possuem um profundo conhecimento sobre a vida do rio Xingu, além de técnicas ancestrais de pesca. E por serem tão ligados a este grande rio, o seu padrão de grafismo mais característico, nomeado de Sïpïkuá Dïa, lembra o movimento d'água devido a suas formas com muitas volutas e linhas onduladas e é pintado em diversos objetos como em seus remos e cerâmicas, mas na pintura corporal é aplicado em especial nas coxas.